Finanças e Cozinha, economia é tudo.

By Rodolpho Leonardo  31 out, 2011   Postado em Administração, Opinião, Série Cozinhando

Sempre me perguntam o que finanças e cozinha têm em comum, pois sempre estou falando destes assuntos e recomendando a todos o Dinheirama.com. E para minha própria surpresa estes dois temas possuem muito em comum e até mesmo um complementa o outro.

Como diz meu amigo e Educador Financeiro Conrado Navarro, no post Dinheiro é bom e todo mundo gosta, mas onde está o planejamento financeiro?  “-Se tudo vai bem, ele é praticamente invisível, passa despercebido por nossas mãos e aparece quase sempre empregado em produtos supérfluos e desejos outrora esquecidos. Se algo vai mal, ele é um dos principais culpados, passa a ser questionado e relacionado diretamente às consequências dos problemas vividos na família.”

Uma grande verdade na cozinha, por mais sutil que seja é a que o dinheiro importa sim. Seja na cozinha de casa ou na cozinha profissional, se o dinheiro é fluído nunca nos importamos em economizar e reaproveitar os subprodutos de nossas preparações. Agora, quando ele está escasso, frequentemente quem paga o pato é o emprego ou os ingredientes. Mas por quê?

Parece ironia mais o planejamento financeiro de uma cozinha deve ser feito e analisado constantemente. Profissionalmente falando, cozinha sem planejamento financeiro é amadora e amadoramente falando, cozinhar sem planejar seu budget (gastos) é desperdício. A finança esta relacionada em todos os setores de nossa vida e não é diferente na cozinha. Num post antigo, O que elava tanto os preços dos pratos de restaurantes  e Ficha técnica , menciono sobre a utilização de subprodutos e confecção de ficha técnica para realmente saber e avaliar a situação financeira de uma cozinha profissional.

Mas a cozinha de casa, a do dia-a-dia, é importante também saber fazer as economias necessárias e a planejar melhor suas refeições. Quem fala, “macarrão e arroz é tudo igual, um bom cozinheiro sabe fazer maravilhas.” Não sabe direito o que está falando. Claro que existe um pouco de verdade nisso tudo, mas não se compara a qualidade da matéria prima. Quanto melhor os ingredientes melhor será o resultado, claro na mão de experientes. Por isso ao cozinhar em casa pra você mesmo ou pra poucos ou muitos conhecidos, não vá escolhendo os ingredientes mais baratos, pois você poderá ter uma surpresa desagradável.

Não necessariamente vá escolhendo os mais caros também, pois nem tudo que é caro é bom. Encurtando, para se ter uma quantia para gastar no supermercado e fazer uma recepção ou para o próprio hobby, é necessário planejar financeiramente sua vida e seus passos na cozinha. Aparas de carnes e vegetais são subprodutos e não devem ser descartados, assim como untar o alimento com o óleo é mais econômico que coloca-lo na panela para fritar a carne. A água utilizada para branquear os vegetais pode ser usada para fazer fundos e a segunda água dos fundos (remoulade) deve ser utilizada para fazer um novo fundo.

Utilize o talo da salsinha e ervas para aromatizar caldos e assados, e utilize a parte branca da cebolinha para refogar os alimentos. Talos de vegetais podem ser utilizados para fazer sopas e cremes, claro que coados depois, mas o que vale é utilizar o máximo que pudermos dos ingredientes que temos disponíveis. Isso não é mesquinharia, é economia. Comprou fava de baunilha e a utilizou para fazer aquele crème Brûlée, depois de fervida no leite, não a jogue fora, aproveite e a coloque no açúcar e faça açúcar de baunilha. Comprou limão de mais, faça doces, compotas geleias. Utilize e exerça a criatividade, mas nunca perca ou jogue fora um produto. O dinheiro é um mal necessário.

Agora, infelizmente são poucos os estabelecimentos e cozinheiros profissionais e amadores que realmente pensam antes de fazer uma receita. Pensem no quanto você podem economizar e na quantidade de pessoas que passam fome todos os dias no mundo, quem sabe de uma maneira ou de outra alguém se conscientiza e repare que planejar financeiramente sua vida e cozinha vale a pena. Se for pra comprar um carro no final do ano, que legal ou se for pra doar pra uma instituição de caridade, que assim seja. Planeje, planeje e planeje. Cozinhar é planejar.

 

Foto por Paulo Jorge Cruz

 

Com dificuldades nas palavras usadas neste post? Visite nossa página Glossário ou envie-nos uma pergunta a respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline