Goiabada Cascão, em caixa…

By Rodolpho Leonardo  19 mar, 2009   Postado em História

GoiabaOlá, primeiramente gostaria de me desculpar por não postar artigos nem receitas na semana passada. Mas bem, vamos lá agora…

Neste final de semana estava atravessando o hall do OURO MINAS Grande Hotel e Termas de Araxá, onde trabalho atualmente, para ir a uma reunião quando me deparo com um casal de hóspedes. Eles bem humorados me abordaram com a pergunta:

“Você sabe por que a goiabada cascão leva este nome?”

Bom na hora fiquei, confesso, um pouco que chocado, pois geralmente as pessoas não tem tanto interesse assim nas histórias da gastronomia, mas como eu já estava fazendo um estudo sobre o tema, fiquei super feliz em responder. Bom, existem 2 lendas ou histórias que considero as mais prováveis e elas são:

A primeira vertente da história indica que a goiabada que era feita pelos cozinheiros escravos para o consumo dos senhores proprietários das fazenda só levava a polpa da fruta, o eu deixava as cascas e sementes para serem utilizadas pelos escravos, para seu próprio sustento. Esses escravos então, as cozinhavam junto com as cascas e as sementes e assim quando prontas elas ficavam com pedaços de casca de goiaba aparecendo, assim as chamando de goiabada com cascas que acabou convertendo-se ao famoso nome, goiabada cascão.

A outra, diz que a goiabada ao ser produzida antigamente era colocada em caixas de madeiras, com forro de papel, papelão (claro, pois naquela época não existia papel filme nem celofane ainda) para evitar que vazasse e depois de seca e desenformada ficava com resquícios do papel escurecido, dando a impressão de possuir uma casca que se desfazia e que era de ma espessura mais grossa, dando então origem ao nome.

Eu, entretanto acredito nas duas versões, ou melhor, acredito numa mescla destas 2 vertentes, pois hoje me dia, a goiabada cascão tradicional é feita com pedaços de goiaba ainda com casca e é colocada em caixas, só que desta vez forradas com papel plástico ou manteiga. Mas o importante mesmo é que graças a uma ou outra hoje temos essa deliciosa sobremesa, aperitivo pau pra toda obra que é a goiabada. Com ela fazemos, caldas, doces, sanduíches, molhos e por ai vai.

Goiabada cascão, em caixa…. é bom com queijo minas…

 

Com dificuldades nas palavras usadas neste post? Visite nossa página Glossário ou envie-nos uma pergunta a respeito.

7 respostas para “Goiabada Cascão, em caixa…”

  1. ines guerra disse:

    Adorei sua resposta sobre a goiabada. sou prof. de historia e geografia e trabalho muito com curiosidade. Ajudou muito aqui. obrigada.

  2. evandro reis disse:

    goiabada existe um monte, mas a GOIABADA CASCÃO ORIGINAL só existe uma da CIDADE DE CAMPOS/RJ litoral norte do estado do rio de janeiro

  3. MARLUCIA P ALVES disse:

    Rodolpho, sou produtora de goiabas e sempre procuro novidades na internet, gostei de saber como surgiu a goiabada cascão, tambem sou sócia mais 4 amigas de uma pequena agroindustria que produz goiabada cascão e geleia de goiaba.Peguei seu endereço e vou lhe mandar, para saborear.
    Aqui no MS tambem produz a legitima goiabada cascão e feita artesanalmente sem produtos quimicos.AGROINDUSTRIA PRODUTOS DA GLEBA SANTA TEREZINHA – ITAPORÃ

  4. Olá Sr. Luis,

    Obrigado pelos votos e muito obrigado pela visita ao Diario do Chef. O endereço o hotel é OURO MINAS Grande hotel e termas de Araxá, Estância Parque do Barreiro, bairro Barreiro Araxá, MG 38148-517. Fico no aguardo pra provar esta delícia da vovó. Grato.

  5. luiz carlos machado disse:

    boa noite
    tomei conhecimento de seu artigo e te dou parabens…
    gostaria de saber seu endereço comercial para poder te enviar uma goiabada cascão em caixa de madeira.. igual a da vovo.
    fico no aguardo
    luiz carlos machado de aguiar
    urucuia amg

  6. Anna Sophia disse:

    Oi Tio!!
    Tambem tinha curiosidade de saber de onde vinha esse nome da goiabada,muito interessante a origem do nome!
    e o bolo deu certo?
    Saudades

    Beijos

  7. Carmen disse:

    Oi Rodolpho, que bom acompanhar seu crescimento e inevitável sucesso.
    Seu interesse pela gastronomia vai te levar longe.
    Por falar nisso ontem eu experimentei utilizar o cajá- manga em um molho agridoce “puxado na canela” para acompanhar peito de frango grelhado e ficou ótimo.
    Da próxima vez vou experimentar como molho quente com nozes… hummmmmmm
    Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline